LOADING...

Proposta de intervenção

A redação do Enem tem uma característica muito interessante: a proposta de intervenção.

Muita gente tem dúvida sobre como escrever a proposta. O Enem nos dá certinho como é avaliada e quais são os elementos necessários para ela, então temos que entender que isso é bom, pois assim já temos total condição de treinar e fazer como é preciso.

É exigido 4 elementos (quem; o que; como; para que) + detalhamento. Quem: agente que pratica a ação. O que: a ação. Como: o modo como será feita a ação. Para que: a finalidade dessa ação. É muito importante que você use as palavras-chave para cada elemento, já que quem corrige espera ler essas palavras.

COMO: por meio de; no intuito de; mediante; mediante; por intermédio; através; recorrendo a.

PARA QUE: para que; a fim de; com a finalidade de; com o fim de; com o propósito de; com o objetivo de.

DETALHAMENTO é um item que não pertence ao grupo dos elementos obrigatórios (o que, quem, como, para que), mas revela-se importante recurso de união entre eles e possui papel fundamental para diferenciar as notas entre os níveis 3-4 e 4-5.

O detalhamento deve sempre acrescentar informações de execução e pode vir expresso por meio de uma justificativa, uma explicação, uma exemplificação, uma especificação ou pela postura que se adota.

CUIDADO ao usar verbo com intuito de finalidade, NÃO indica detalhamento, e sim finalidade; exemplos: visar, pretender, objetivar, propor, intencionar – geralmente você usaria no gerúndio esses verbos.

Dois agentes iguais é igual a uma proposta de intervenção só. IMPORTANTE: não escreva campanha de conscientização, pois isso não é considerado, pela banca corretora, uma ação; conscientizar é uma finalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.